Ônibus autônomos: Curitiba testa primeiro uso no Brasil

Ônibus sem motorista? Já é realidade em Curitiba

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

O sistema VIA Mobile 360 ADAS, que viabiliza a navegação de ônibus e outros veículos sem motoristas presenciais, começou a ser avaliado no Brasil, mais precisamente na região metropolitana de Curitiba – PR. Desenvolvida pela VIA Technologies, o recurso tem sido testado com êxito na China e a expectativa é que, após as experiências no Brasil, seja, em breve, adotado em grande escala.

A gigante Scania também tem um veículo autônomo já em funcionamento, mas trabalhando em pedreiras. Clique aqui para ler esta matéria.

Um ônibus já opera de forma autônoma na China desde 2018. Entretanto, como a legislação brasileira não permite veículos sem condutores, o sistema autônomo não foi testado sem motorista aqui. Foram testadas apenas as funcionalidades que facilitam a vida do motorista, como um alerta de que ele está cansado. O sistema é da empresa VIA Technologies, de Taiwan.

Projetado e construído pela montadora chinesa Enchi Auto, o ônibus elétrico EV Bus é capaz de trafegar sem um condutor humano graças ao VIA Mobile 360 ADAS, capaz de captar imagens de tudo o que acontece ao redor do veículo, interpretá-las e compará-las a outras informações enviadas por outras fontes, como o GPS, por exemplo. Os dados são combinados e encaminhados à central do veículo, uma plataforma de big data que define os comandos que farão o ônibus ter uma reação adequada e instantânea em cada situação. 

Quatro câmeras externas realizam uma visualização de 360º ao redor do veículo que é potencializada pelo ADAS (Advanced Driver Assistance Systems), sensor localizado na dianteira do ônibus que, dotado de um software analítico, identifica e interpreta todas as variáveis envolvidas na condução, como distanciamento das faixas de rolagem, limite de velocidade da via e interpretação dos semáforos (se estão vermelhos ou verdes) e da sinalização.

A VIA Technologies confirmou à Gazeta do Povo que o sistema VIA Mobile 360 ADAS foi testado durante duas semanas em uma empresa do transporte coletivo da Região Metropolitana de Curitiba, mas sempre com um condutor ao volante. A companhia, porém, não informou qual foi a viação e nem em qual cidade foi feita a experiência.

Além do Brasil, o sistema também está sendo testado em dois países da América Latina: Colômbia e Peru. “A tecnologia VIA Mobile 360 ADAS foi testada com êxito em algumas empresas do segmento de transporte público brasileiro, mas não com o objetivo de adotar ônibus completamente autônomos”, enfatiza empresa em nota.

Ônibus autônomos: Curitiba testa primeiro uso no Brasil 1
Curitiba, já conhecida por seu eficiente sistema de transporte, está testando os ônibus autônomos

Sistema de ônibus autônomo

O sistema autônomo de condução utiliza algoritmos para, a partir dos dados recebidos do ADAS, manter o veículo a uma distância segura dos demais, trafegar a uma velocidade adequada ou adotar um modo segurança quando há pedestres próximos da via. Se houver um afastamento das faixas, o sistema corrige a rota imediatamente. Caso surja um obstáculo, o ônibus para sozinho e retoma o movimento assim que possível.

Dados como localização, trajeto, paradas programadas, velocidade e status dos principais componentes aparecem, em tempo real, em uma tela localizada no interior do ônibus, para que os passageiros possam saber tudo o que está acontecendo. O sistema também identifica o número de passageiros e quando alguém quer descer ou entrar no ônibus, para que o veículo realize os comandos adequados.

Veja o vídeo do sistema funcionando na China desde 2018:

Qual a sua opinião sobre esta matéria?

Você também pode gostar

Publicado por

O que você está procurando?

Siga nossas redes sociais

Categorias do blog

Sucesso!

Seu cadastro foi finalizado com sucesso!
Aguarde novidades da LDP Peças em seu e-mail.